Universidade do Minho  

           
 
  Autenticação/Login
 
Contactos
Mapa do Site
   
  imprimir
 
voltar 
Sistemas de Lagunagem e FitoETARs - Ecologia, Concepção e Dimensionamento
Departamento de Biologia da Universidade do Minho e exterior. entre terça-feira, 05-07-2011 e segunda-feira, 01-08-2011
É objectivo deste módulo visitar sistemas de tratamento deste tipo existentes na região, com vista a uma melhor análise e compreensão dos processos envolvidos. A divulgação destes sistemas contribuirá para um aumento de credibilidade e aceitação das FitoETARs e estimulará os estudos conducentes à optimização destes sistemas. A formação encontra-se acreditada pelo Conselho Científico da Formação Contínua, para efeitos de formação contínua de professores (1,2 créditos).
  Sistemas de Lagunagem e FitoETARs - Ecologia, Concepção e Dimensionamento
 


Tópicos programáticos (resumo):
A lagunagem e os "leitos de macrófitas" ou FitoETARs são sistemas de baixa tecnologia para tratamento de águas residuais. Constituem vantajosas alternativas aos sistemas mais tradicionais, sobretudo quando estão em jogo águas residuais de pequenos aglomerados populacionais de regiões rurais.
Estes sistemas de tratamento têm vindo a ser construídos em vários países europeus (de destacar: Alemanha, Dinamarca, França, Holanda, Reino Unido e mesmo Portugal) nos EUA e na África do Sul, sobretudo para tratar águas residuais essencialmente domésticas.
No entanto, e concretamente no nosso país, as empresas gestoras de água e as populações em geral, tem muitas vezes dificuldade em dar credibilidade a estas ETARs ecológicas. Para tal tem contribuído o insucesso dalguns destes sistemas, frequentemente devido a erros de concepção/construção e dimensionamento. A correcção destes erros e o aumento de eficiência espectável para estes sistemas será possível com o crescente conhecimentos destes ecossistemas cuja concepção e construção é necessário conciliar com a sua singular ecologia.

Número de horas / Tipologia: 28 a 30h (sessões teóricas, práticas e visitas de estudo).

Calendário / Horário: de 27 de Junho a 1 de Julho das 10-18h.

Local de funcionamento: Departamento de Biologia da Universidade do Minho e exterior.

Numerus clausus: 30
 
Número mínimo para abertura da formação: 10
 
Data limite para a candidatura: 15 Junho 2011.

Custo: 300 euros (inclui duas visitas de estudo e trabalho laboratorial).

Contacto:
Isabel Aguiar Pinto Mina
Departamento de Biologia
Campus de Gualtar
Universidade do Minho
4710-057 Braga
Telefone:253604049 / 253604310

E-mail: icapmina@bio.uminho.pt

Destinatários:
Técnicos de autarquias e ETARs, estudantes, professores do ensino básico e secundário e público em geral.
 
Observações:
É objectivo deste módulo visitar sistemas de tratamento deste tipo existentes na região, com vista a uma melhor análise e compreensão dos processos envolvidos. A divulgação destes sistemas contribuirá para um aumento de credibilidade e aceitação das FitoETARs e estimulará os estudos conducentes à optimização destes sistemas.
A formação encontra-se acreditada pelo Conselho Científico da Formação Contínua, para efeitos de formação contínua de professores (1,2 créditos).


Responsáveis pela formação: Isabel Aguiar Pinto Mina, Departamento de Biologia, e Maria João Ferreira, Engenheira Biológica e Civil.

 Download da Ficha de candidatura  - Só serão aceites as candidaturas que venham acompanhadas do pagamento de, no mínimo, 20% do custo da formação.     

Procedimentos relativos a reembolso por motivo de desistência »»

 
voltar 
 
  © 2020 Universidade do Minho  - Termos Legais  - actualizado por Biologia Símbolo de Acessibilidade na Web D.